? ºC Cuiabá-MT

Várzea Grande (MT), 17 de fevereiro de 2020 - 19:08

POLÍTICA

13/02/2020 06:52

Comissão de Ética vota por cassação de vereador de Cuiabá por quebra de decoro

Segundo relator, Abílio teve comportamento incoerente à função de parlamentar. Abílio diz que decisão não é técnica e sim, política.

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Cuiabá votou, nesta quarta-feira (12), pela cassação do mandato do vereador Abílio do Júnior (PSC), por quebra de decoro parlamentar.

De acordo com o vereador Ricardo Saad (PSDB), que é relator da Comissão, foram identificados vários comportamentos que não condizem com a postura de um parlamentar.

Segundo o relatório, Abílio responde a 17 boletins de ocorrência. Ele foi autuado por coação de servidores, invasão de privacidade, desacato e gravação ilegal.

O pedido de cassação de Abílio foi feito em agosto do ano passado pelo suplente dele, Ozéias Machado, também do PSC.

Após a leitura do relatório, o presidente da Comissão, vereador Toninho de Souza (PSD) votou pela cassação, acompanhado de Vinícius Hugueney (PP). Somado ao voto do relator, foram três, em favor da cassação.

Abílio disse que a decisão é política e não técnica. "Eu denunciou esquemas de corrupção e ajudei a prender um secretário por corrupção e agora tenho o mandato cassado", comentou.

No entanto, a aprovação do relatório e a votação pela cassação não significam que Abílio vai perder o mandato. Agora, o documento vai para a Comissão de Constituição de Justiça. Depois, vai para o plenário e será submetido ao voto aberto.


Newsletter